segunda-feira, 22 de junho de 2009

Vôlei e Meditação

Neste dia 20 fui assistir à seleção brasileira de Vôlei no Ginásio Nilson Nelson, aqui em Brasília. A equipe confrontou a Finlândia pela Liga Mundial. Foi muito bom poder assistir ao único esporte que realmente me atrai, e ver de perto alguns ídolos mundiais, como Giba, Serginho e Bernardinho. A estrutura do ginásio estava ótima: não enfrentei fila, os lugares eram numerados, o animador pré-jogo era divertido, etc. Infelizmente não ganhei uma blusa do Banco do Brasil (as amarelinhas que aparecem na TV), pois escolheram algumas arquibancadas e a que eu estava não ficou entre elas. Ainda atiraram outras para a platéia, mas novamente não dei a sorte.
O jogo em si foi divertido, o gênio Bernardinho já está montando uma equipe jovem de altíssimo nível (os titulares foram Visotto, Lucão, Sidão, Thiago, Murilo, Serginho e Bruninho, dos quais apenas Serginho está perto da aposentadoria) e a partida foi praticamente um passeio em cima dos visitantes. O único inconveniente foi estar sentado próximo à concentração dos reservas brasileiros em 2 dos 3 sets, ou seja, perto de onde Giba estava. É impressionante a quantidade de "Gibazetes" enlouquecidas pelo ídolo e que gritavam seu nome todo o tempo, como se ele fosse uma espécie de astro do rock internacional. Passei grande parte do jogo pedindo que saíssem da minha frente pois eu queria assistir à partida. Mas bem que eu mesmo gostaria de ter tirado uma foto com Giba e conseguido um autógrafo, como alguns poucos sortudos no ginásio ao final da partida. A verdade é que ele é um dos maiores ídolos do esporte nacional, provavelmente o único que nunca decepcionou a torcida e deve ser unânime entre os fãs.




Na tarde do sábado fui à sede brasiliense de uma organização mundial chamada Brahma Kumaris, ativa em mais de 100 países e sediada na Índia, que tem como objetivo ajudar as pessoas a adquirir maior compreensão de sua espiritualidade, conhecer a paz, etc. Seus métodos consistem na realização de cursos gratuitos (ministrados por voluntários), como de meditação, auto-estima, pensamento positivo, etc.
Fui participar de um curso introdutório à meditação Raja Yoga, realizado em 3 sábados, dos quais este foi o primeiro. Sempre tive vontade de meditar, mas sempre soube que para tanto era necessário livrar a minha mente de pensamentos, e isso é algo verdadeiramente difícil de se fazer, portanto eu desejava orientação profissional. Para meditar adequadamente de acordo com os princípios da Raja Yoga, é necessário aprender alguns conceitos teóricos, de forma a saber como realizar a meditação.
O primeiro e mais fundamental conceito a ser aprendido é que nós não somos o nosso corpo, mas sim uma alma. O corpo é um mero veículo do qual nos utilizamos aqui na Terra. O professor era espirituoso, e nos fez perguntas como:
- "Quanto você pesa?". "60kg", você pode responder. Mas este é o peso do seu corpo, não o seu. Almas não pesam.
- "Qual o seu nome?", que pode ser respondida como "Mariana", mas este é apenas o rótulo do seu corpo, usado para que possamos nos identificar neste plano, não o seu.
- Depois nos acusou de não ter alma, afinal nós somos uma.
- Nos explicou ainda que nossas almas são originalmente puras, como água. A água é inodora, insípida e incolor. Mas quando misturada com barro em uma poça de lama, não deixa de haver água ali dentro, ela só está com algumas inpurezas, que podem ser retiradas, através de decantação, tratamento, etc. Da mesma forma, nossa alma é pacífica, amorosa e pura, mas contém impurezas que devemos batalhar para limpar. A meditação é justamente um caminho para a limpeza da alma.
Em suma, com didática e cautela, o professor foi introduzindo conceitos hinduístas na nossa mente, e logo todos nos despedimos das 3 horas e meia de aula com um vigoroso "Om Shanti".

Abaixo o símbolo da Brahma Kumaris e uma imagem com textos em inglês que achei muito interessante, reunindo várias orientações religiosas.







(Desculpem a ausência de 22 dias. Estou muito ocupado com a preparação de uma surpresa a ser divulgada aqui na data provável de 4 de julho!)

5 comentários:

Denise do Egito disse...

Que post gostoso, Elvis!!! Morri de "inveja" das suas programações. Ir asssitir à seleção de vôlei, ver os ídolos jogando e sem enfrentar filas? Que maravilha! Aqui no Rio é sempre tanta gente que o estresse começa na hora da venda, que filas enormes, cambistas inescrupulosos e os melhores lugares se esgotam rapidamente. =[
Mas que chatas essas meninas gritando, hein??? Lembrei de um depoimento dos Beatles (não lembro qual deles, mas a opinião era unânime no grupo) de que eles achavam um saco aquela gritaria, que aquilo só impedia deles se concentrarem e até de interagirem melhor com as próprias fãs.
E o curso de meditação!!!!!! uau!!! Adoraria fazer porque para mim também é dificílimo. É sempre um exercício árduo, como a Gilbert conta conta em Comer, amar, rezar.
Adoraia me concentrar 3 sábados nesse evento. Muito bom!
Parabéns pelas suas escolhas! Excelente fim de semana =]

Beijocas

alex marques disse...

Graand Elvis... Muito legal ir aojogo da seleção, com certeza grandes nomes do esperte nacional e que geralmente não nos decepcionam!!

Já a perte de meditação não é muito minha praia naum, meu entendimento de espiritualidade é bem diferente de tentar a purificação ficando sentado e esquecendo do mundo, ao meu ver a purificação se dá através da foraça de vontade de querer vencer nossa condição humana e ser meis proximo do Divino. Na minha concepção purificar-se é ser Cristão, sem fugir dos problemas buscando além da espiritualidade um modo de mudar nem que seja aos poucos o modo de vida de nossa sociedade!

Abração brow!

Elvis "Wolvie" disse...

Denise, para comprar os ingressos fui à FNAC com duas semanas de antecedência, para evitar filas. Mas realmente na entrada estava tranquilo, embora eu tenha chegado confortavelmente com uma hora de antecedência. O ginásio lotou, mas mesmo assim não teve muito estresse na saída porque tudo é espaçoso aqui. =) Foi mesmo ótimo.
E a meditação então... um programa excelente mesmo. Tem mais de uma sede da Brahma Kumaris no Rio, dá uma olhada no site (o link tá sublinhado no post) e de repente você faz o mesmo curso por aí! =D


Alex, a sua maneira de ver a espiritualidade também está correta, é apenas um caminho diferente. ^^ Também quero deixar claro que eu creio em Jesus, viu? Apenas sou aberto ao que todos têm a dizer, e não consigo me ver tendo uma religião, mas sim a minha espiritualidade própria. De qualquer maneira, respeito o modo das outras pessoas enxergarem essa questão. =D

alex marques disse...

Querido Elvis, espero não ter sido mal interpretado, com certeza respeito a opinião de todos também!

Elvis "Wolvie" disse...

Não, não foi, e eu sei que respeita. ^^ Só quis dizer que eu também respeitava, hehehe.