quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Decisões Difíceis

Eu adoro escrever. Isso não é novidade para ninguém. Comecei querendo escrever quadrinhos, enveredei pelos contos, cheguei nas crônicas e fui parar nas resenhas. Queria ainda estar escrevendo em forma narrativa, mas, por uma razão que eu não sei explicar, simplesmente fui me afastando desse ramo da minha vida, provavelmente desestimulado pela falta de incentivo e por meu site ter saído do ar. Sim, para aqueles que não sabem, eu mantive de 2002 até o início de 2007 um site dedicado a postar livros, contos, poemas e outras peças literárias produzidas por mim e por quaisquer pessoas que quisessem lá publicar seus trabalhos. Era o Fanzine Ragnarok (criado antes do sucesso do jogo, importante ressaltar =P), que lamentavelmente acabou saindo do ar porque decidi que queria ter um layout decente para poder divulgá-lo de forma maciça, layout esse que acabou nunca saindo.
Ao parar de escrever meus contos, passei a criar posts para um abandonado fotolog e posteriormente para este espaço da blogosfera. E logo percebi que eu andava vendo mais e mais séries e que gostava de escrever sobre os filmes que assistia. Assim, inspirado pelo trabalho do Bruno Carvalho, do Ligado em Série, decidi escrever resenhas de filmes, séries, quadrinhos, livros e até mesmo música. Surgiu em mim o desejo de retomar uma antiga vontade de transformar meu trabalho em um zine mais palpável, com páginas, capa, etc. Dessa idéia veio o Na Toca do Lobo.
Até que recebi um ou outro feedback legal dessa iniciativa, e eu tinha decidido levá-la em frente, angariar mais pessoas para colaborar no jornalzinho, e continuar produzindo o trabalho.

Porém, percebi que havia algo errado. Quem me conhece sabe que sou muito persistente. Pelo lado positivo, tenho uma força de vontade grande para buscar meus objetivos. Mas pelo negativo, sou teimoso. Assim, dificilmente eu desisto de algo, mesmo que não esteja mais gostando. E uma confusão começou a se formar na minha cabeça: eu gosto de escrever tudo que andei escrevendo nos jornaizinhos, mas... toma MUITO tempo. Ah, que tal reduzi-lo? Mas e cortar o que? Como eu poderia escolher entre quadrinhos, cinema, literatura, séries e música? Eu gosto de todos. Como eu poderia tirar as matérias, que eu gostava tanto de preparar e que mais lembravam meus posts do blog? Como poderia deixar de colocar imagens? Ficaria tediosa a leitura! Foi com esse sentimento confuso que, na edição passada, produzi atropeladamente e me estressando bastante, mas consegui. Essa semana, finalmente o assunto voltou à tona. Hoje já é 23, e eu não escrevi uma palavra da edição que deveria sair no dia 3. Até agora tenho 2 filmes, 2 livros (quase 3), 12 revistas em quadrinhos, uma temporada de série para resumir, e 8 episódios. E faltam 10 dias. E eu não estou com a mínima vontade de escrever. Ando fazendo horas extras no trabalho, chego em casa às 9 da noite, cansado, doido para relaxar vendo um filme, lendo... e tenho que escrever?

Caiu a ficha. Eu já estava fazendo como uma obrigação. Prazerosa, mas ainda assim uma obrigação. E não quero isso para mim. Se alguém quiser cobrir o meu salário atual (igualar já serviria =P) e me contratar para escrever resenhas e matérias sobre a cultura pop, eu topo! Assim eu faria disso o meu ganha-pão, e não preencheria com ele todas as minhas horas de lazer. Eu mal ando respondendo e-mails. Não consigo levar o Na Toca do Lobo adiante.

Assim, peço desculpas a todos que acompanharam essa curta mas produtiva jornada. Foi muito importante para mim, e eu não me arrependi de ter tentado. Mas é hora de tentar deixar a teimosia de lado, e aprender a desistir quando for preciso. Espero voltar ao blog, embora ao meu ritmo. Sem obrigação. E quem sabe o que o futuro reserva? Obrigado a todos que me incentivaram e aos que colaboraram com a iniciativa.

Até breve!

12 comentários:

Gilvan disse...

Poxa, Wolvie... por essa eu não esperava, fiquei muito surpreso com esse post. Sei que deve dar uma trabalheira danada preparar cada edição do Na Toca do Lobo, mas não imaginei que vc fosse jogar a toalha no quarto mês do projeto. Obstinado do jeito que és, esperava que o jornalzinho ainda perdurasse por bastante tempo. No entanto, compreendo perfeitamente sua decisão, não é fácil manter consistentemente uma produção tão grande com tantas outras coisas ocupando espaço em sua vida, o trabalho principalmente. Também sei que existe outro fator um tanto frustrante, acho... mas que prefiro não mencionar por aqui... qualquer coisa me pergunte por email ou então no Tuíta :D.

Chega a ser engraçado vc comentar, mas eu já tinha pensado em te sugerir que começasse a tentar vender seus textos para sites especializados em cultura pop [visto que vc escreve tão bem]... bom, não deixa de ser uma idéia interessante, né? :D

Sobre a periodicidade do jornalzinho, quem disse que deveria ser uma obrigação? Se quiser continuar com a empreitada é só publicar quando puder [tipo o Roberto Sadovski, se bem que eu sei q vc não demoraria tanto XD], tornar a coisa bimestral, sei lá.
Anyway, de minha parte, pode ter certeza de que sentirei falta de suas resenhas e matérias.

Bem, é isso...
Abraço

Denise do Egito disse...

Elvis, meu querido
Você tomou a decisão certa! Soube nexergar que não estava dando para conciliar o trabalho - nosso sustento, fazer o quê? _ com o jornalzinho. Eu ficava mesmo impressionada com o tempo que você levava para produzí-lo e ainda me visitar, visitar outros blogs, ver suas séries - que acompanho pelo twitter - , responder os e-mails e tal. Muito tem se falado sobre nossa relação com o tempo. Da necessidade de termos umas horas livres para meditar, pensar, olhar para dentro de si. Nada substitui esse momento de reflexão. Parabéns por não ter medo de mudar, de desistir, de buscar outro momento. Está sendo sábio.
Um beijo e boa sorte =]

Elvis "Wolvie" disse...

Pois é, Gilvan. Eu não queria mesmo jogar a toalha. Relutei bastante, e queria ter prosseguido com a iniciativa. Mas realmente não dá, não estava conseguindo dar conta. Até poderia fazer algo mais resumido, mas... perderia a graça. Eu não sei escrever pouco. =PPP Não sei como consigo postar tweets, hehehe.

Sobre vender meus textos... pra quem? =P O ideal seria que um site me contratasse integralmente, eu até largaria meu emprego e viveria disso. Poderia até assistir dúzias de séries para poder comentar todas; ver praticamente todos os lançamentos do cinema; e eu até mesmo seria capaz de ler os quadrinhos da DC para poder resenhá-los. =PPP Mas ninguém faz tudo, né? O Pablo só fala de cinema. O Bruno Carvalho só de séries. E por aí vai. Até o Omelete, um site bem eclético, se especializa em notícias e só faz críticas mesmo de cinema, e uma ou outra de assuntos mais variados. Só que eu gosto de tudo, não saberia escolher. =PPP

Talvez eu permaneça comentando sobre algumas coisas aqui no blog, quando der na telha e tiver tempo, e só sobre o que me chamar mais a atenção.



Denise, eu realmente preciso de mais tempo livre para tudo isso que você falou. Que bom que acha que tomei a decisão correta! =)

Kahr disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kahr disse...

Tenho uma crítica totalmente diferente em relação ao produto. Acho que faltava muita coisa para o zine ter um tom profissional, apesar de não saber bem como seria um formato zine eu diria que ele não foi feito para uma pessoa normal que passa e decide ler sobre cultura, exigia uma certa dose de simpatia por você e paciência, pois ainda que houvesse objetividade não tinha uma identidade fixa para cativar um grupo abrangente, especialmente por enfocar seu gosto.

Eu acredito que independente de ser ou não algo feito por iniciativa pessoal, receber críticas e apoio de desconhecidos e novas idéias estimula a pessoa a desejar seguir em frente / tentar novos desafios na área. Então expandir para esse tal público soa importante na área enfocada.

Algumas perguntas importantes para isso seriam: qual é meu público alvo? Qual é o diferencial que eu ofereço nos meus textos? Dado os objetivos que tenho, o texto está transmitindo de forma produtiva o que precisa? Por isso é importante ter bem claro o que se quer transmitir e transmitir de forma simples.

Mas se bem que isso é meio inútil já que eu não sei o que você queria, se era satisfação pessoal ou divulgar, ou atenção carente uhuhu...

Elvis "Wolvie" disse...

Bem, Karen, certamente não tinha sobretudo a aparência profissional, já que eu sou péssimo nisso. =P

Mas o que você chama de "identidade fixa"?

Eu hoje talvez tivesse cursado Jornalismo e aí certamente saberia fazer um trabalho melhor nessa área. =/

Sobre o que eu queria... bem, eu primeiro lugar era minha satisfação pessoal. Mas claro que os comentários incentivam, e eu tinha planos de divulgá-lo melhor, mas não cheguei a executá-los, por falta de tempo, paciência e etc. E também sou carente. Não tenho o contato que eu gostaria com a maior parte dos meus amigos, e sinto muita falta daqueles de Campina Grande, com os quais convivi intensamente durante muitos anos.

Lucas Altamar disse...

Sei muito bem o que é ter a obrigação de escrever. Valeu a tentativa mesmo. É uma pena não ir adiante, mas é assim mesmo. Temos que por na balança o que é mais satisfatório: o relaxar que você mencionou ou a agonia de produzir mesmo. Antes eu morreria se chegasse o fim do mês e nada tivesse pra postar. Mas hoje em dia invento algo, posto versões pdf pra baixarem, posto escritos de outrs colegas e tal. Estou me divertindo mais assim e deixo as publicações frenéticas pra quando estiver mesmo inspirado.

Curti as edições que chegaram a sair. E agradeço pelo convite de participação. O Na Toca Do Lobo me lembrou a época do G.R.A.F.E. (que terrorrrr) com akelas brigas, chatiações de colagem e tudo mais. Mas que quando saia a copia achávamos aquele troço legal...

Acho que as coisas fluidas saem melhor. Boa sorte em qualquer próximo projeto que esteja planejando.

Abraços saudosos do amigo que estará sempre lá quando você precisar.

alex marques disse...

Pô Elvis, entendo perfeitamente o que vc está falando... administrar o tempo realmente ´ealgo bastante comlicado nos dias de hoje. Eu mesmo tê devendo um monte de coisas, por exeplo um monte coments no teu blog. Minhsa séries estão atrazadas, e tenho muitas atividades paralelas aqui na comunidade onde moro. Ainda tem o Cultura Inutil que vez por outra eu simplesmente abandono!

Quero que saibas que concordo com a sua atirude pois quando fazemos algo tipo "Por obrigação" se torna cansativo. Confesso que me deixo sempre influenciar por suas criticas.

Uma saída seria falar de algo que você realmente gostou, algo que superou as expectativas entende!!

Valeu a iniciativa e parabéns!

Elvis "Wolvie" disse...

Pois é, Lucas. Aqueles tempos do GRAFE foram estressantes por um lado, mas especiais por outro. Guardo boas memórias dessa fase. ^^


Alex, eu pretendo escrever no blog sobre algo que eu assistir ou ler sim, quando der vontade e houver tempo. =)

Obrigado pelo apoio, ambos!

Ribamar Bezerra disse...

Oi Wolvie,
vi teu email e realmente sei o quanto é dificil, vc teve tanto trabalho, confesso que devido a minhas ocupações nunca li nada. Sei o quanto vc curte escrever, acho que você tomou a decisão certa. Escrever precisa ser prazeiroso, vi critica q falou q faltava mais pro seu Zine ser profissional, pelos deuses! Zine é coisa amodora mesmo, sem carater comercial ateh onde sei. Tava muito bom do jeito que tava, simples, bem a tua cara.
Público é 1 negocio complicado, no caso do teu zine q aborda muita coisa que muita gente tambem escreve sobre, realmente é dificil. Comentários são tão legais, incentivam-nos a continuar e prosseguir.
Powxa baixei uma das edições em PDF, que trabalheira vc teve galeguinho! Tah de parabens! Te desejo sorte nos próximos projetos.
Veremos se nos encontramos no msn, quero falar com vc.
1 abraço bem apertado :-)

Elvis "Wolvie" disse...

Msieu, é bom ter um comentário seu por aqui. =)
Eu sei bem como é a correria, e também ando devendo visitas ao seu blog. Pretendo em breve me organizar melhor para deixar comentários nos blogs das pessoas, assim serve até de incentivo para que elas venham ao meu.
Thanks pelo incentivo!

alex marques disse...

Elvis meu caro!! No final do post ficou um "até breve", aguardadno atualização!! Valew!!