segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Oscar 2011 - Parte II

Há três pontos principais a serem comentados nesse post: a cerimônia, os vencedores e o bolão.

A cerimônia foi morna. Eu não acho que o problema resida nos apresentadores, porque todo ano os trocam e não melhora muita coisa. Eu achei muito bom o clipe do início, brincando com o elevador dos sonhos de Leonardo DiCaprio em A Origem; as apresentações musicais foram razoáveis; o número da orquestra em homenagem às trilhas sonoras era promissor, mas foi muito curto; algumas ideias foram interessantes, como falar de cada categoria, mas mal-aproveitadas. No geral, a apresentação de James Franco e Anne Hathaway foi fraquinha. O curioso é que eles saem cortando tudo e continuam com problemas de atraso. Não seria melhor aceitar logo que a festa precisa de mais uma hora? Ou meia.

Vamos aos vencedores:
- O Discurso do Rei: Filme, Diretor, Ator e Roteiro Original. Filme e Ator eram óbvios. Diretor eu acreditava que poderia ser dado para Fincher como consolação por A Rede Social não levar o prêmio principal. E Roteiro, sobretudo, eu realmente pensei que iriam se desculpar com Nolan por não terem indicado Montagem e Direção de A Origem. A Academia não entendeu o filme, só pode ter sido isso.
- A Origem: Edição de Som, Mixagem de Som, Efeitos Visuais e Fotografia. Os três primeiros eram esperados, mas Fotografia surpreendeu um pouco e eu achei excelente.
- A Rede Social: Roteiro Adaptado, Montagem e Trilha Sonora. Os dois primeiros eram esperados, o último poderia ter perdido para Discurso do Rei, ainda bem que não aconteceu.
- Toy Story 3: Animação e Canção. apesar de adorar a animação, eu não gostei da música do Randy Newman. Podem me apedrejar. =P Achei a mais fraca das quatro indicadas e até achei que a de Enrolados seria a premiada, por ser parte de um musical.
- Alice no País das Maravilhas: Figurino e Direção de Arte. Ambos os prêmios são merecidos, mas eu ainda acho a Direção de Arte de A Origem mais complexa.
- O Vencedor: Ator Coadjuvante e Atriz Coadjuvante. Prêmios merecidos, foi ótimo saber que a campanha falha de Melissa Leo não sabotou a votação.
- Cisne Negro: Atriz. A maior barbada da noite, não havia chance de não dar Natalie Portman aqui.
- O Lobisomem: Maquiagem. Também não é nenhuma surpresa, mas pensei realmente que pudesse ser diferente.
- Demais prêmios: fiquei muito feliz por ter acertado o Curta Live-Action e o Documentário Curta. São categorias bem difíceis. Também fiquei feliz com a vitória de The Lost Thing como Curta de Animação, pois o filme é tocante e muito bem realizado. A vitória de Em Um Mundo Melhor surpreendeu pela obviedade em uma categoria que costuma chocar e Inside Job mereceu sua vitória como Documentário.
- Palpites que errei mas deveria ter acertado: Roteiro Original (acreditar que dariam a consolação a Nolan foi ingênuo), Canção (eu devia ter prestado atenção no prestígio de Randy Newman e no impacto emocional da música), Maquiagem (arrisquei demais ao achar que a Academia buscaria a variedade) e Filme Estrangeiro (era óbvio que seria Em Um Mundo Melhor, tão óbvio que desconfiei =P). Se eu tivesse acertado estas, teria feito 18 pontos em vez dos 14 e venceria o bolão. Ano passado acertei 16.

E então chegamos ao bolão. Tivemos 46 participantes, o que me deixou muito contente. Destes, três acertaram 16 palpites: a Denise do Egito (@DenisedoEgito), a Mariana Bergo (@maribergo) e o Yago (@heythereyago). Se alguém quiser ver seu desempenho, é só clicar aqui. A planilha possui três abas: a primeira contabiliza os votos, a segunda o resultado e a terceira conta os pontos. A primeira possui o instante do voto, então a @samantha0588 e a @ASortuda foram desclassificadas por terem votado depois das 21h. Obrigado a todos pela participação! Nos vemos em 2012!

12 comentários:

Gilvan disse...

Depois se der vontade eu comento alguma coisa da cerimonia me si, por ora vou falar apenas do resultado do bolão, ok?

Explicando minhas escolhas...

Documentário, Documentário de Curta Metragem, Curta Metragem e Curta Animado: são categorias que quase sempre eu não vejo nada, mas tenho a felicidade de acertar alguns palpites. Chute total! Vou com a cara do título e escolho, simples assim. =P Quaaase que escolho God of Love, seria mais um pontinho no bolão. Pena!

A Origem: minha vontade era destinar todos os meus votos possíveis para o filme do Nolan, mas o longa não ganhou Globo de Ouro na categoria principal (um crime!) e tinha muita badalação em cima do tal "O Discurso do Rei" (que pretendo ver em breve para poder conferir se merece realmente todo esse estardalhaço). Imaginei também que "Bravura Indômita" fosse ganhar alguma coisa diante de tantas indicações (o que não ocorreu) e decidi escolher alguns quesitos para apostar nele. Infelizmente, fotografia (que eu deveria ter votado nA Origem mesmo, mas fui querer inventar -_-) acabou me custando um erro no Bolão.

As barbadas: Colin Firth (de tanto que falaram por aí), Natalie Portman e Toy Story 3 foram meus primeiros votos logo de cara, sem medo de errar.

Gilvan disse...

Ator Coadjuvante e Atriz Coadjuvante: Os dois escolhidos fazem parte de um mesmo filme. Achei legal. Christian Bale é literalmente o vencedor, neh? XD Meu voto foi pra ele, ainda pensei em optar pelo Geoffrey Rush, mas acabei desistindo. Ainda bem, acabei acertando. =P Já do lado feminino preferi votar na desconhecida Haille Steinfeld (cujo atuação nem sequer cheguei a ver), ou seja, um tiro no escuro. Melissa Leo levou a estatueta. Ok, normal. Afinal, soube que ela já vinha ganhando várias premiações.

Canção Original: eu nem dei ao trabalho de ouvir as demais músicas indicadas na net, simplesmente pensei em Toy Story 3 e cruzei os dedos. Deu certo! =)

Roteiro Original: PQP! PQP! PQP! Um absurdo sem tamanho e imperdoável não entregarem o careca dourado para "A Origem". Essa velharada não entendeu o filme ("tem que ser isso, Robin... esta é a única explicação possível").

Som, Mixagem de Som e Efeitos Visuais: a menos que houvessem surpresas, era praticamente barbada também apostar que o longa de Christopher Nolan arrebataria estes prêmios técnicos.

Roteiro Adaptado e Montagem: eu tinha certeza que o filme do Fincher tinha grandes chances de se dar bem nestas categorias. Não deu outra. =P

Trilha Sonora: eu não esperava que o filme do Fincher ganhasse essa, escolhi a trilha dA Origem (acho que o prestígio do Hans Zimmer me influenciou um pouco aqui, admito).

Maquiagem: O Lobisomen? Sei lá... achei tão clichê, lugar comum... preferi arriscar em um dos outros dois concorrentes. Quebrei a cara.

Direção de Arte e Figurinos: filmes de época normalmente ganham votos meus nestas categorias, mas ainda optei pelo filme do Tim Burton na segunda. Acabei acertando um dos palpites.

Gilvan disse...

Direção: Como o Nolan acabou ficando de fora da parada (e aqui vai uma praga bíblica para os responsáveis), minha intenção era votar no Fincher ou no Aronofsky (dois cineastas que há muito tempo admiro). Aí os caras tem a "brilhante" idéia de entregar o prêmio ao Tom Hooper (e aqui vão duas pragas bíblicas para aqueles que o elegeram). Fiquei num tremendo mau humor quando anunciaram o nome do cara.

Filme: A Origem é o melhor filme do ano passado. Fato. Duvido que este que escolheram chegue perto. Injustiça! Acertei o palpite, mas a contragosto. Esperava uma grata surpresa que não veio.

No que se refere aos dois quesitos acima, imaginei que A Origem não fosse levar (apesar de torcer muito para que estivesse errado). Meu pensamento era que Rede Social ou O Discurso do Rei conseguissem conquistar o prêmio principal. Então ao invés de apostar um dos filmes nos dois quesitos, preferi apostar em um deles para cada categoria. Eu até poderia acertar ambas, mas achei melhor não arriscar. Melhor um acerto do que dois erros. =D

Enfim, no final das contas fiquei bastante feliz pela minha quantidade de acertos, pensei que não seriam tantos. Ainda mais considerando que não cheguei a ver a maior parte dos indicados antes da premiação. Cheguei muito perto de vencer o bolão, isso me deixa satisfeito. =D

Gilvan disse...

Eita, tinha esquecido de comentar Filme Estrangeiro. Meu critério foi o seguinte: de todos que já venceram nesta categoria, nas Américas só 2 países tiveram a honra: Argentina (2 vezes) e Canadá (1 vez). Resolvi escolher um europeu cuja supremacia é historicamente esmagadora. Lembro de quando vc falou no twitter que Dogtooth é bizarro e um tanto difícil de entender, então pensei "vou escolher o dinamarquês". Boa palpite no fim das contas. =P

Aline disse...

Pelo jeito foi um Oscar meio morno... Destaques para Inception, Toy Story 3 e Black Swan. Estou com muita vontade de assistir ao filme de Natalie!
Parabéns pelo bolão e comentários!

Elvis "Wolvie" disse...

Gilvan,
Na verdade você não quis inventar apostando na fotografia de Bravura Indômita. Ele era o franco favorito e enganou todos os especialistas.
Sobre a Hailee e o Fincher, eu caí na boataria que tirava Melissa Leo do páreo por causa da campanha errônea que ela fez, e que apostava na divisão entre A Rede Social e O Discurso do Rei, um levando Diretor, o outro Filme.
Sobre Em Um Mundo Melhor, ele era o favorito. Contudo, ano passado o favorito era A Fita Branca, e O Segredo dos Seus Olhos (superior, diga-se de passagem) acabou ganhando. Então pensei em arriscar aqui. Mas me dei mal. =P

Bom, é isso, fiquei muito contente com o bolão! =]


Aline, foi meio morno mesmo, mas nada tão longe do esperado. ^^

Gilvan disse...

Sobre o favoritismo de Bravura Indomita (na categoria Fotografia), só fiquei sabendo no videocast do Villaça ontem. Puxa, como eu estava por fora esse ano. No próximo vou prestar um pouco mais de atenção nas notícias que antecedem a premiação.

karen-maeda disse...

Bem, não assisti nenhum dos indicados exceto Toy Story :P, mas achei que Discurso do rei ia vencer como melhor filme se comparado a Rede social por causa da mensagem positiva do filme, porque hollywood é moralista, segundo li em alguma revista :P.

Elvis "Wolvie" disse...

Sim, Karen, você está certa. =P A mensagem positiva dO Discurso do Rei ajudou na vitória. ^^ Na verdade, tem um conjunto de coisinhas que Harvey Weinstein, famoso produtor de Hollywood, descobriu e já ganhou uma dezena de Oscars nos mesmos moldes, a maioria nos anos 90, mas agora de volta com O Discurso do Rei.

Amanda disse...

A maioria dos meus votos foi na base do chute, pois não vi muita coisa. Alguns eu tentei ver e desisti: saí do cinema no meio da exibição de O Lobisomem e tive falta de ar pesada ao ver 127 horas. XD

Os que vi (até o fim): A Origem, A Rede Social, Toy Story 3, Como Treinar Seu Dragão, Alice, Homem de Ferro 2.

Pretendo ver Cisne Negro nesse feriadão.

Elvis "Wolvie" disse...

Só pra constar, Amanda, Cisne Negro também é um filme bem pesado, psicológico. Mas passe longe de Dogtooth. É um bom filme, mas esquisitíssimo e ultra-mega-pesado! XD

Amanda disse...

Pois é, eu tenho uma ideia, pois vi Requiem For a Dream. Mas não custa tentar!